Compositores e intérpretes vivem expectativa do resultado do Festival de Toada
Foto: Marcondes Maciel

O resultado das campeãs será divulgado hoje, na segunda noite de festa em comemoração aos 166 anos do município de Parintins.

Após a apresentação das 12 obras finalistas, compositores vivem a expectativa do resultado do 10º Festival de Toada realizado na noite do dia 14, na Praça Cristo Redentor. O resultado das campeãs será divulgado hoje, na segunda noite de festa em comemoração aos 166 anos do município de Parintins.

Parintinenses lotaram a praça para prestigiar o evento realizado pela Prefeitura Municipal que tem como objetivo promover a difusão da toada.

O compositor Murilo Maia, autor da toada campeã do ano de 2017, avalia positivamente o evento, pois mostra os compositores da terra e fomenta a cultura local. “Esse festival é de suma importância, vimos que alguns anos deixou de acontecer, mas o prefeito Bi trouxe de volta e incentiva muito a nossa classe de compositores em revelar novos talentos. Eu como campeão do ano passado venho do mesmo jeito como se fosse a primeira vez, deixo na mão de Deus, se for da vontade dele a gente ganha, se for o parceiro também ficamos felizes, só de está entre as dose, pra mim já é importante. Esse ano resolvi homenagear Nossa Senhora do Carmo, com o intérprete Edmundo Oran que sempre confio e todos os anos que estive com ele sempre tivemos entre os primeiros e espero que esse ano não seja diferente”, finalizou.

Diego Brelaz é estreante no festival e concorre a intérprete revelação, ele afirma que as expectativas são as melhores na sua primeira vez. “Apesar de cantar há algum tempo como intérprete do Boi Caprichoso, dá sempre um frio na barriga ao defender toadas de grandes compositores da nossa cidade. Se Deus quiser vamos ter um bom resultado. Temos grandes obras este ano e está sendo um grande festival. É uma honra participar com pessoas que já estão cantando há muito tempo, mas a gente não fica por baixo, sempre procuro melhorar e hoje estou aqui”, pontuou.

Gilson Matos que participa há dez anos do festival, exaltou o evento como uma grande oportunidade de mostrar seu talento e afirma que a cada ano vive uma nova experiência. “ É um grande incentivo para todos os músicos, tanto para os veteranos quanto para os que estão começando agora. O coração está a mil, as toadas são lindas e por mais veteranos que sejamos a gente ainda sente aquela emoção. Se Deus quiser eu vou chegar em algum lugar, o importante é participar e incentivar o festival”, disse.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here